Notícias | Grupo Lena

Saltar para conteúdo
Logótipo: Grupo Lena
Foto Informação InstitucionalFoto Informação InstitucionalFoto Informação InstitucionalFoto Informação InstitucionalFoto Informação InstitucionalFoto Informação InstitucionalFoto Informação InstitucionalFoto Informação InstitucionalFoto Informação Institucional

Notícias 

5, Junho 2014

Lizconstruções lança empreendimento de luxo em Salvador

Lizconstruções lança empreendimento de luxo em Salvador
A Mansão Fernão de Magalhães foi lançada no passado mês de fevereiro. Este empreendimento de luxo, promovido pela Lizconstruções em parceria com a Actitur do Grupo Impala, localiza-se num dos melhores bairros de Salvador, o Horto Florestal, e pretende ser diferenciador pelo conforto e requinte pretendidos.

O edifício é composto por uma torre única de 19 andares. Com 38 apartamentos de luxo de 3 quartos, que vão deste os 850 mil reais aos 1.250 mil reais, cada unidade dispõe de áreas que variam entre os 125,99 m2 e os 185,64 m2 e garagem individual de 3 ou 4 lugares. A infraestrutura é também dotada de diversos espaços de lazer como duas piscinas, quiosque grill, salão de festas, salão de jogos, Fitness/SPA, entre outros.
Para impulsionar as vendas, está já disponível no local um stand e foi promovida em janeiro uma ação de formação com mais de 150 corretores para divulgar este empreendimento.

14, Abril 2014

Paulo Portas na assinatura do protocolo de cooperação internacional “Casas para o Mundo”

Paulo Portas na assinatura do protocolo de cooperação internacional “Casas para o Mundo”
«O Grupo Lena é o espelho vivo do trajeto exportador de Portugal, com um comportamento absolutamente extraordinário», referiu Paulo Portas durante a assinatura do protocolo de cooperação internacional “Casas para o Mundo”, na passada sexta-feira à noite, na Porto Business School. O jantar, que contou também com representantes diplomáticos dos países onde o Grupo opera, encerrou a XV Convenção Grupo Lena, sob o tema “Nova Dimensão”, e assinalou ainda os 40 anos da Lena Construções, “empresa-mãe” do Grupo Lena.

«Quarenta anos com uma sólida caminhada, um grupo que começou por ser regional e que hoje é internacional, que começou por ter uma dimensão mais pequena e hoje dá emprego, direto e indireto, a 5.000 pessoas», referiu o vice-primeiro-ministro português. «O Grupo Lena é hoje um grupo altamente focado nos mercados externos, não apenas a fazer negócio lá fora mas a participar no desenvolvimento dos outros países, e a conseguir avançar na internacionalização», concluiu Paulo Portas.
O protocolo de cooperação internacional “Casas para o Mundo” foi assinado por 17 empresas portuguesas de engenharia e construção, no âmbito de um objetivo de internacionalização que aponta para a construção de 200 mil fogos habitacionais em pelo menos seis países, até 2020, o que representa um volume de negócios superior a 10 mil milhões de euros. O projeto visa a construção de grandes áreas residenciais em sistema “chave-na-mão” e inclui também a possibilidade de transferência de tecnologia e formação de trabalhadores locais. Permitirá ainda ao Grupo Lena e às empresas parceiras a entrada em novos mercados de África e América do Sul.
Blocotelha, Electrofer, Portrisa, Socilva, SGCOIN, T.P.B. - Tecnologia em Pavimentos e Construção, J. Justino das Neves, Grupo Transfor, Vigobloco, Profial, Datamóvel, Recer, Metalocar, Nuno Roque Construções, CIP Construção, Têelgê – Transformação de Metais e Alexandrino Matias & Ca são as empresas subscritoras do protocolo, as quais representam, em conjunto, um volume de negócios superior a 150 milhões de euros e empregam cerca de 1.000 trabalhadores.
A rede de cooperação e desenvolvimento internacional “Casas para o Mundo” vai contribuir para o aumento das exportações portuguesas e para a internacionalização de dezenas de empresas. Trata-se de um projeto que nasce com a experiência internacional do Grupo Lena, que está já a permitir a construção de 12.500 apartamentos na Venezuela, bem como o acordo para a edificação de mais 37.500 fogos no mesmo país, mobilizando mais de 70 empresas portuguesas.  
Joaquim Paulo Conceição, presidente da comissão executiva do Grupo Lena, salienta que esta é «uma oportunidade de excelência para a cooperação empresarial e um momento único de afirmação da engenharia portuguesa», através de «soluções inovadoras que fazem a diferença em mercados muito concorrenciais».
O projeto de cooperação internacional “Casas para o Mundo” «permitirá aumentar substancialmente a presença do Grupo Lena e dos seus parceiros em mercados externos, num processo de internacionalização consistente», sublinha o gestor.

newsletter