Notícias | Grupo Lena

Saltar para conteúdo
Logótipo: Grupo Lena
Foto Informação InstitucionalFoto Informação InstitucionalFoto Informação InstitucionalFoto Informação InstitucionalFoto Informação InstitucionalFoto Informação InstitucionalFoto Informação InstitucionalFoto Informação InstitucionalFoto Informação Institucional

Notícias 

5, Novembro 2013

Inauguradas as primeiras casas produzidas pelo Grupo LENA na Venezuela

Inauguradas as primeiras casas produzidas pelo Grupo LENA na Venezuela
O Grupo LENA concluiu a construção dos primeiros 840 apartamentos na Venezuela, contribuindo assim, de uma maneira decisiva, para o plano de apoio social que o Estado Venezuelano leva a cabo, através da “Gran Misión Vivienda Venezuela”. No passado dia 1 de novembro foram inaugurados 240 apartamentos em Cúa, com cerimónia presidida pelo ministro Ricardo Molina. O ministro ressaltou que a obra é erigida no marco de um acordo entre a República Bolivariana da Venezuela e a República Portuguesa.

O Grupo LENA está a executar as primeiras 12.500 casas das 50.000 já protocolizadas num valor superior a 4 mil milhões de dólares.
Neste ano, espera-se que a faturação acumulada da empresa, no mercado venezuelano, atinja os 500 milhões de dólares.
Esta obra, que compreende para além da execução das casas, a transferência tecnológica e a capacitação e formação de trabalhadores, estabeleceu um protocolo com a “Gran Misión Saber y Trabajo”, para a concretização desse objetivo.
 A senhora Rosário Ávila, ao receber as chaves do seu apartamento, afirmou: “Preparámo-nos durante 6 meses e fomos contratados pela empresa portuguesa Lena Construções. Sinto-me maravilhosamente porque em cada dia, vencemos as dificuldades que se nos deparam.” A senhora Rosário Ávila formou-se em eletricista e é funcionária da empresa.
Nas palavras do CEO do Grupo LENA, Joaquim Paulo Conceição, “trata-se de um projeto muito importante para o Grupo LENA, mas também para o nosso país, sendo a materialização efetiva da cooperação bilateral que envolve mais de cinquenta parceiros nacionais que o Grupo LENA envolveu diretamente neste projeto, gerando, em pouco mais de 1 ano, de forma direta cerca de 150 milhões de euros de exportação. Sentimos grande satisfação por esta contribuição do Grupo LENA para a internacionalização em parceria com efeitos já visíveis na nossa economia”.
Para Joaquim Barroca Viera Rodrigues, vice-presidente do Grupo LENA, “esta é uma oportunidade única porque afirma a engenharia portuguesa dando-lhe projeção, ainda mais num projeto tão amplo e exigente como este e porque fortalece os laços com um país com o qual mantemos excelentes relações bilaterais. Continuamos por isso, empenhados em trabalhar ativamente como “embaixadores de negócios”, promovendo o nosso país. É um orgulho que assumimos com grande sentido de responsabilidade”.
A conclusão desta etapa da construção confirma a capacidade e a imagem da empresa como uma referência neste país, reforçando os laços históricos que unem Portugal à Venezuela.

1, Outubro 2013

Mais duas obras ganhas na Província do Zaire

Mais duas obras ganhas na Província do Zaire
Foram adjudicadas mais duas obras na Província do Zaire: a “Reabilitação e Ampliação do Hospital do Nóqui” e a “Construção do Instituto Médio de Saúde do N’Zeto”.

A primeira é uma obra no valor de 900 mil dólares e teve início em setembro. Embora seja uma obra que não terá uma exigência técnica muito grande, terá um grau de dificuldade elevado devido à falta de acessos. Tem um cariz social muito forte, pois trata-se da intervenção num hospital municipal que se encontra em péssimas condições e do qual a população local tem uma forte dependência uma vez que se encontra a mais 3 horas do Hospital Provincial. Esta reabilitação permitirá, assim, fortalecer os laços com a população e os órgãos de poder local.

O Nóqui é um município estratégico para o Grupo Lena Angola uma vez que é espectável que venha a ser lançado um conjunto de outras obras de interesse.


A “Construção do Instituto Médio de Saúde do N’Zeto”, a iniciar ainda este ano, é uma obra com uma dimensão considerável, adjudicada pelo valor de 9,8 milhões de dólares. Esta é igualmente uma obra importante do ponto de vista estratégico, não só pela sua dimensão, mas porque será a porta de entrada do Grupo Lena Angola no município do N’Zeto.

Este município tem uma localização privilegiada, pois a sua sede fica na costa e no entrecruzamento dos eixos Soyo-Luanda e Luanda - M´Banza Congo. A obra é formada por vários edifícios de 1 e 2 pisos, perfeitamente identificado com a tipologia de Escola Média Angolana. O local da sua implantação foi visitado pela Vice Governadora, Arq. Ângela Diogo, e pelo Administrador local.


Para além destas duas obras, o Grupo Lena Angola tem ainda em curso na província do Zaire a empreitada de “Construções do 2º Edifício do Governo Provincial”, que mereceu a visita da Vice-Governadora no início do ano. Foi ainda responsável pela “Construção do Jango do Palácio do Governador” que espelhou a grande capacidade de resposta e espírito de equipa das empresas em Angola uma vez que em apenas três semanas procedeu à aquisição e montagem da estrutura.

newsletter