Notícias | Grupo Lena

Saltar para conteúdo
Logótipo: Grupo Lena
GL - frases1GL - frases2GL - frases3GL - frases4GL - frases5GL - frases6GL - frases7GL - frases8GL - frases9GL - frases10GL - frases11GL - frases12GL - frases13GL - frases14

Notícias 

29, Março 2011

Grupo Lena comunica venda da sua participada Segilink

Grupo Lena comunica venda da sua participada Segilink
O Grupo Lena vende a sua participada Segilink, dedicada à mediação de seguros, à Sabseg.

Inserida no processo de reestruturação em curso, esta alienação é mais um passo dado no sentido da aplicação do plano estratégico que o Grupo Lena definiu, com a concentração nas suas actividades ‘core’ de Engenharia & Construção e Ambiente & Energia e a dinamização do seu processo de internacionalização.

A alienação e parceria estabelecida permitem desta forma, com o ganho de escala, continuar a poder contar com um conhecimento e experiência adquirido nesta área específica através do parceiro seleccionado. 

16, Março 2011

Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor

Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor
“A MÃE DE TODAS AS BARRAGENS” Foi desta forma que o Ministro da Economia se referiu à Barragem do Baixo Sabor, durante uma visita ao local da empreitada em 2009, em conjunto com o Primeiro-Ministro, José Sócrates, sublinhando a importância estratégia da mesma, não apenas para região, mas sobretudo para o País.

 A empreitada de execução dos trabalhos de construção civil do Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor (Barragem do Baixo Sabor), está dividida em 3 partes: Escalão de Montante (principal), Escalão de Jusante (secundário) e as Obras Complementares.

Apesar da construção dos escalões se situar no concelho de Torre de Moncorvo, as obras complementares estendem-se pelos concelhos de Alfândega da Fé, Mogadouro e Macedo de Cavaleiros, todos no distrito de Bragança.
A capacidade da albufeira ao nível de pleno armazenamento é de 1.124 hm3 no escalão de montante e de 30 hm3 no escalão de jusante, envolvendo zonas a uma distância de 70 km a montante do Escalão Principal.
A potência instalada, após a entrada em funcionamento, será de 171 MW.
As obras complementares compreendem:
- Restabelecimento de comunicações, os trabalhos a realizar no âmbito das expropriações dos terrenos;
- Transladação de 2 capelas, preservação “in situ” de dois imóveis arquitectónicos e maciços de arte rupestre e construção do Santuário de Santo Antão da Barca;
- Intervenção em duas obras de arte (pontes na EN 315);
- Desmatação e desarborização na Albufeira;
- Construção do habitat de compensação da Vilariça, as intervenções no Rio Sabor e linhas de água afluentes;
- Construção de Centro de Interpretação Ambiental e Reabilitação Animal em Felgar;
- Reabilitação da Ribeira da Vilariça;
- Construção de abrigos para morcegos (Quirópteros).
No período de pico da obra (ano de 2011) o efectivo em obra deverá atingir os 1500 trabalhadores.
 
CERTIFICAÇÃO DOS SISTEMAS DE GESTÃO
 
No âmbito do caderno de encargos, o BAIXO SABOR – BPC E LENA, ACE, implementou um sistema integrado de qualidade, ambiente e segurança tendo conseguido, em Junho de 2010, a respectiva certificação de acordo com as normas NP EN ISO 9001, NP EN ISSO 14001 e OHSAS 18001.
 
INSTALAÇÕES SOCIAIS - ESTALEIRO
 
O estaleiro principal situa-se no lugar da Póvoa, concelho de Torre de Moncorvo, ocupa uma área aproximada de 40 hectares e é composto pelos escritórios do ACE, escritório da Fiscalização e cliente, Laboratório, Posto médico com serviços de enfermagem permanentes, dormitórios, ETAR, área de lazer com bar, salão de jogos, campo de futebol 5 e ténis. Existem outros estaleiros secundários de apoio a cada um dos escalões e está prevista a construção de um outro para apoio às obras complementares.
 
EMPRESAS GRUPO LENA NO PROJECTO
 
Presentes neste projecto de 5 anos estão outras empresas do Grupo Lena como a Lena Agregados, a Lenobetão, a Equimetra, a Rentlei, a Petroibérica e a Dualidade.
 
Principais actividades e quantidades:
 
- Movimentação de terras – escavação a céu aberto: 3.253.725 m3
- Movimentação de terras – escavação subterrânea :    158.047 m3
- Betão Hidráulico: 1.098.929 m3
- Cofragem:  309.564 m2
- Aço: 14.411 ton
- Restabelecimentos: 22.750 m
- Viadutos: 630 m (3 viadutos)
- Desmatação / desarborização: 3.200 ha
 
newsletter